terça-feira, 2 de setembro de 2008

Me escapuliu...

O seriado mexicano "Chaves", exibido pelo SBT, empatou com os noticiários da TV Globo, no começo da tarde desta segunda. (Folha Online)

Chaves tem sido a grande atração do SBT desde 1981. Com razão. Ele se mostrou eficiente mesmo sofrendo as inconstâncias do humor de Silvio Santos que troca seu horário na grade de programação assim como troca de gravata.
O menino do barril mostra muito mais agudeza e ironia com os problemas sociais brasileiros (sim, El Chavo é mexicano, o que não impede que suas críticas à sociedade mexicana nos soe extremamente familiar), muito mais do que o jornalismo maquiador da realidade da Globo (está certo que toda realidade jornalística é construída, não existe a suposta Teoria da Objetividade, mas fazer o que a Globo faz já é manipulação descarada e barata) ou, como diz Homer Bonner, o jornalismo Willian Simpson. Não foi sem querer querendo.

2 comentários:

Nathália - Ovelha disse...

É verdade, sr. Roney! Chávez tem umas sacadas muito boas e uma vez li que, apesar de ter um teor extremamente crítico, é um programa mais recomendado ao público infantil que muito outros como "castelo rá-tim-bum", por exemplo.
Beijão

Mais que Pélvis! disse...

é... e eu tenho ctz de que não é sem querer querendo que o Chaves é tão recomendado assim para as crianças... e mais ctz ainda que não é sem querer querendo que podemos chamar o jornal da Globo de William Simpson!...

Beijão, Bubinhaaa..

Lôra!