sábado, 20 de setembro de 2008

Crônica Bauruense

Faz tempo que eu não paro para escrever uma crônica, ou qualquer texto que fosse mais longo sem compromisso. Faz tempo também que eu penso no que escrever sobre a cidade de Bauru, onde moro desde março, mas nunca parei para botar nada no papel. Se bem que agora escrevo no computador mesmo.

Caso é que resolvi juntar o útil ao agradável, com o perdão do meu lugar-comum pragmático, para falar das minhas impressões desse lugar-mais-ou-menos comum onde vim parar.

Sempre ouvi falar que Bauru era uma das melhores cidades para se viver. Como estava em dúvida se iria para Londrina ou pra cá, pesquisei no Wikipédia informações sobre as cidades, ouvi opiniões e tal, e pelo sim, pelo não, acabei escolhendo essa cidade mais pela questão da distância do que por outra coisa.

Não vou dizer que me arrependi, nem vou falar que "pra variar escolhi o pior dos dois" e tal. Gosto muito daqui, mas também tenho algumas observações a fazer. Pra começar, fui me informando sobre a situação política do município e me surpreendi ao saber que isso aqui estava um caos.

O atual prefeito (e não quero tomar qualquer posicionamente sobre seu governo, afinal cheguei aqui com o bonde andando, quase chegando no próximo ponto) está sem partido e nem pensa em segundo mandato. Nas eleições falam de um candidato sem muitas propostas que lidera pesquisas, de opositores fracos e um casal cujo marido já foi prefeito, foi condenado por improbidade, deveria estar preso, mas é a principal arma da campanha da esposa.

Com todo esse quadro, me surpreendi ao ler no jornal de hoje que pela primeira vez em 20 anos um prefeito de Bauru começara o trabalho com dinheiro no caixa para ser aplicado em qualquer área.

Mesmo não votando por aqui, vou acompanhar como fica tudo isso.

Acho que me empolguei e escrevi mais do que esperava. Mas depois continuo com essa crônica bauruense...

2 comentários:

Nathália - Ovelha disse...

Russinho!!
Ficou legal sua "crônica bauruense", vê se continua mesmo e fala um pouco do clima que a cidade tem!
Valeu pelo comentário no blog, tbm acho que "eu admito" ficaria melhor..
Ah, muito criativo seu "diário da semana".. tem umas sacadas muito boas!
Beijão

Mais que Pélvis! disse...

É Russim... A vida política de Bauru anda um "caos" mesmo... Mas, não está tão discrepante assim com o resto do Brasil, não é mesmo!? Infelizmente, é claro...
E continue escrevendo!!! Dps de crescer ouvindo minha mãe dizer "quem canta seus males espanta", eu digo "quem escreve seus males espanta... mas descreve"!
E vai lá no Mais que pélvis comentar, criticar e tdo o mais... Falando em crônica, postei uma agora! Beijão, Ana Lis.